Muitas vezes, dias quentes vêm acompanhados de tempestades, não é mesmo? E quando a chuva chega não adianta pedir que caia devagar… É melhor prevenir, para nunca mais chorar!

Realizar a manutenção de alguns itens estratégicos é fundamental para que não haja avarias na sua casa durante o período de chuvas. Infiltrações, goteiras, telhas soltas, manchas no teto e nas paredes são alguns sinais indicadores de que seu lar está precisando de reparos para ficar protegido das águas torrenciais.

Com o intuito de ajudá-lo a manter seu imóvel preparado para a temporada de chuvas, separamos, neste artigo, informações essenciais sobre o que deve ser feito. Continue a leitura e confira!

PERÍODO DE CHUVA É TELHADO MOLHADO

Com as fortes chuvas, o ponto da casa mais atingido é, sem dúvida, o telhado. Por isso, é necessário que as telhas estejam em perfeito estado e posicionadas no lugar correto para que a água não entre no interior do imóvel. Dessa forma, é fundamental realizar uma vistoria periódica nessa estrutura para averiguar se existem telhas soltas ou quebradas.

Uma boa dica é olhar o telhado por baixo e verificar se há pequenas entradas de luz. Inspecione também se há pontos de umidade ou manchas no forro da casa. Tudo isso pode ser indício de telha quebrada ou mal posicionada.

MANUTENÇÃO DO TELHADO

Verifique se há limo nas peças, principalmente as de cerâmica, porque esse bolor causa grande fragilidade. Além disso, o limo escurece as telhas e deixa o telhado com aspecto de velho e malcuidado. A boa notícia é que ele pode ser retirado com cloro.

Telhados de fibra de cimento e concreto são mais resistentes a chuvas e ventos, mas também precisam de manutenção: devem ser lavados com jatos d’água de alta pressão e, caso apresentem rachaduras, elas podem ser reparadas utilizando fitas adesivas betuminosas.

Outra dica para proteger as telhas e garantir sua durabilidade é a aplicação de um impermeabilizante.

DEPOIS DO TEMPORAL

Após uma chuva forte com muito vento e granizo, é importante verificar se houve algum dano no telhado.

ALERTA

Essas medidas de manutenção devem ser realizadas por profissionais, já que o telhado é um local de difícil e perigoso acesso. A recomendação é fazer esse serviço no período de secas para que não haja risco de a chuva e os ventos fortes comprometerem a estrutura do telhado.

“KEEP CALM” E CONFIRA AS CALHAS

As calhas são itens essenciais nas edificações para protegê-las no período das chuvas. Elas recebem a água que escoa do telhado e encaminham para a captação da rua. Contudo, se elas estiverem entupidas com folhas, galhos ou outras sujeiras, podem transbordar e causar estragos no imóvel.

É importante saber se a estrutura da calha é suficiente para receber a vazão de água. Calhas com saídas inadequadas (pequenas) também podem provocar infiltrações na residência. Um indício de que há umidade no interior da sua casa por conta de problemas na calha é a mancha que surge na parte superior das paredes. Fique atento!

LIMPEZA DAS CALHAS

Nas calhas, é preciso fazer a vistoria a cada seis meses. Com o auxílio de uma escada, verifique se há acúmulo de folhas na estrutura. Na região sudeste do Brasil, o período chuvoso tradicionalmente ocorre de outubro à abril: programe sua revisão baseando-se nessas datas.

A dica é válida, especialmente, em lares que possuem árvores próximas. Usando uma mangueira você pode remover esses detritos e abrir caminho para as nuvens visitantes!

Se preferir, cubra a calha com uma rede, assim você evita a entrada de folhas que poderão obstruir o caminho das águas da chuva. Outra indicação é fazer a poda constante das árvores da sua calçada ou do seu quintal.

via GIPHY

 

VAZAMENTOS

É importante certificar, também, que não há infiltrações nas calhas. Você pode colocar uma mangueira com água e observar se há rachaduras ou fissuras. Caso houver, utilize silicone ou impermeabilizante para fazer o reparo. Se o dano for grande, a recomendação é fazer a substituição da peça que está danificada.

ESQUADRIAS DA VIDRAÇA

Verifique se há pequenos vãos no selador em torno das portas e janelas. Se houver chuva pesada e com vento, haverá infiltração e estragos no interior do imóvel, tais como paredes manchadas, tinta desbotada e até queda de rebocos. Essas vedações sofrem desgastes com o tempo, por isso fique sempre de olho nisso.

O reparo pode ser feito aplicando selante quando a porta ou a janela estiver bem seca.

CHOVE SEM PARAR NA ÁREA EXTERNA

Muita gente não sabe, mas a estrutura da área externa da sua casa também deve estar preparada para receber tempestades. Com o grande volume de chuva, é preciso dar vazão à água para que ela não entre no imóvel e danifique pisos, paredes, móveis e eletrodomésticos.

As áreas pavimentadas precisam ter caimentos adequados para levar a água até os ralos, que vão direcioná-las às galerias subterrâneas. Nesse sentido, o piso não pode ser completamente horizontal.

PISOS DRENANTES

Aposte em pisos drenantes para enfrentar, sem preocupação, uma chuva forte. Eles absorvem o volume de água, reduzindo a velocidade com que essa vazão chega na rede pública.

Isso acaba sendo bastante benéfico para as cidades, pois reduz a chance de enchentes que causam tantos estragos e sofrimentos. A vantagem é que há pisos, marcas e modelos diferenciados que, além de proteger, vão embelezar sua casa.

Na hora da instalação, é preciso que esse revestimento seja assentado em um solo que contenha uma camada de brita grossa, uma camada de brita fina e um banco de areia, pois só assim a água será absorvida.

JARDINS

Áreas externas com jardins são importantes para coletar chuva: a água é absorvida pelo solo e demora mais tempo para chegar à rede pública. Todavia, é preciso que essa infiltração da água ocorra de forma correta para que o jardim não fique encharcado e destruído após uma chuva muito volumosa.

Dessa forma, é importante que ele possua tubos específicos para a absorção dessa água que será levada para o sistema de águas pluviais; assim, uma parte é absorvida pelo solo e outra, coletada diretamente.

ABRACE O PLANETA APROVEITANDO A ÁGUA

Você pode ainda planejar uma cisterna do lado de fora da sua casa para a coleta de água da chuva: nela, a água vem direto da calha, é armazenada e pode ser usada depois para a limpeza de quintal, garagem, e rega de plantas e jardins.

Se, no período de chuvas, você notar que há infiltrações, manchas nas paredes e goteiras no interior da sua casa, tome medidas emergenciais para amenizar os danos. Depois, planeje a melhor época para fazer os reparos maiores ou até mesmo uma reforma, garantindo assim que sua residência fique protegida.